Páginas

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Narrativa - conto para terminar

Lenda - O macaco e o coelho

Lendas são ótimos textos para incentivar a leitura nos anos iniciais da educação básica. As lendas brasileiras que envolvem animais são sempre muito divertidas.


quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

A lenda da árvore de natal

Produção de textos - Natal

Cruzadinha

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Atividades de textos sobre o Natal


Uma série de atividades sobre o Natal. Ótimas para as últimas semanas de aula.


Mensagens para alunos final de ano





terça-feira, 13 de novembro de 2012

HISTÓRIA DE JOÃO E MARIA

O texto "João e Maria" e uma atividade de interpretação de textos.

Natal - produção de texto








Uma sequência de gravuras para produção de textos narrativos. A sequência de gravuras ajuda a criança a orientar a linha de tempo da narrativa e a organização dos fatos.


domingo, 11 de novembro de 2012

Educação especial - reprovar ou não

Alunos com necessidades especiais são sempre fonte de preocupações e grandes reflexões. Reprovar ou não esses alunos. O artigo a seguir é um bom ponto de partida para alimentar e exclarecer esta discussão.


Há muitas dúvidas no que refere-se a condução e avaliação do trabalho com crianças que apresentam necessidades educativas especiais dentro da sala de aula. O conceito de  Educação Inclusiva é relativamente novo no Brasil. Foi a partir de 1994 com a Declaração de Salamanca que o Brasil comprometeu-se juntamente com outros países a assumir o seu compromisso com esse público. Tanto que a nossa LDB  9394/96 é a primeira lei a ter um capítulo reservado a Educação Especial. 
Apesar de, a partir de 1996, termos dado o pontapé inicial, com a LDB oferecendo diretrizes gerais para a prática de uma educação inclusiva, de lá para cá várias Portarias, Decretos e Publicações tem surgido, no sentido de nortear e esclarecer como isso deverá ser feito, no entanto, fato é que: estamos longe, com raras exceções, de estarmos praticando a educação inclusiva conforme defendido na Declaração de Salamanca.  Leia mais

Mensagem para o final do ano


domingo, 5 de agosto de 2012

Palavras com a letra c

Encontre palavras inciadas com a letra "C"

Encontre palavras inciadas com a letra "C"

regina

This interactive crossword puzzle requires JavaScript and a reasonably recent web browser, such as Internet Explorer 5.5 or later, Netscape 7, Mozilla, Firefox, or Safari. If you have disabled web page scripting, please re-enable it and refresh the page. If this web page is saved to your computer, you may need to click the yellow Information Bar at the top of the page to allow the puzzle to load.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Mensagem reunião de pais - recado para os pais



Um texto interessante para uma reflexão em uma reunião de pais. Somos aflitos para mostrar que nossos filhos são espertos e desenvolvidos e acabamos interferindo de forma desajeitada no desenvolvimentos deles. 

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Mensagem de férias


Um cartão para desejar boas férias para os alunos e as famílias.



terça-feira, 3 de julho de 2012

Dicas sobre conselho de classe.

Conselho de classe é sempre uma coisa complicada. Às vezes muito produtivo, em outras a reunião pode ser perder em longas discussões que nem sempre são produtivas.
Roseli de Brito escreve com muita propriedade sobre esse assunto.

Introdução:
Muitos não sabem para o que ele serve. Outros nunca participaram de um. A grande maioria nem quer ouvir falar nele. E é quase um consenso geral de que ele não serve para nada ! Você sabe do quê estou falando ?  Se respondeu: Conselho de Classe, acertou !
Agradeço a todos os Professores que colaboraram postando comentários no nosso blog e compartilhando suas experiências no que refere-se a participação nos Conselhos de Classe, inclusive com algumas sugestões muito pertinentes e interessantes. Espero que todos tenham lido. Afinal é esta a ideia do SOS Professor, ser um espaço colaborativo, um ambiente onde possamos compartilhar aprendizados e enriquecer nossa prática.
Conselho de Classe que não resolve nada:
O vídeo “ Conselho de Classe” que é um trecho do filme Entre os Muros da Escola, reflete bem a realidade da grande maioria das nossas Escolas, excetuando pela participação das alunas representantes de sala, o vídeo é uma cópia, sem tirar nem por, do que vivenciamos nos Conselhos de Classe pelo Brasil afora.
O grupo reúne-se e então  os Professores sentem-se livres para manifestarem-se sobre os alunos. Os diálogos versam sempre sobre o comportamento e problemas de indisciplina do aluno, tendo seu desempenho e sucessos desconsiderados.  São diálogos entrecortados de comentários, opiniões, juízos de valor, julgamentos, preconceitos e achismos. Onde todos buscam o apoio e anuência uns dos outros como que para validar as afirmações feitas.
 Muitas vezes o fracasso do aluno é atribuído a causas psicológicas e então são emitidos juízos de valor  baseados no senso comum e não em laudos diagnósticos ou fonte segura que o ampare. Ao invés de avaliar o processo de aprendizagem, a interação pedagógica, e a eficiência da prática pedagógica do professor, o Conselho presta-se apenas para apontar e julgar comportamentos.
Neste modelo de  Conselho de Classe, nada de fato é discutido e de fato nada é solucionado. Todos desabafam, todos discorrem livremente suas angústias, alguns nem falam pois não são apoiados nas suas colocações, então tudo fica na mesma.
Qual a finalidade do Conselho de Classe :

Antes de debatermos como deve ser realizado um Conselho de Classe, preciso esclarecer qual é a finalidade do mesmo. É preciso saber o porquê deste tipo de Reunião, para quê ela é realizada, e qual é o papel das pessoas que lá estão.
A palavra “ conselho” vem do latim  consiliu e, conforme o Dicionário Michaelis da Língua Portuguesa tem os seguintes significados: 1 Juízo, opinião, parecer sobre o que convém fazer. 2 Aviso, ensino, lição, prudência. 3 Tribunal. 4 Reunião ou assembléia de ministros. 5 Corpo coletivo, com função consultiva ou deliberativa. 6 Reunião de pessoas que deliberam sobre negócios particulares. 7 Reunião do corpo docente da universidade, escolas superiores ou secundárias, presidida pelo reitor ou diretor, para tratar das questões do ensino.
Assim, é correto afirmar que quem aconselha deve ser uma pessoa prudente, ter bom senso, discernimento, domínio próprio, autoridade e notório saber na questão consultada. Desta forma fica claro que ninguém consultará a vizinha sobre um investimento na Bolsa de Valores, ou a Merendeira se um aluno necessita de tratamento Psiquiátrico. É preciso ter competência e conhecimento da questão para emitir declarações.
Daí a importância da Educação Continuada, pois , especialmente no nosso caso, enquanto Educadores, não podemos resvalar no senso comum, achismo é coisa de gente que não está preparada devidamente para argumentar. Devemos ter bases sólidas e seguras, não apenas na nossa área de atuação, mas dentro do possível estarmos atualizados sobre o que ocorre em áreas correlacionadas a nossa. Buscar o conhecimento tem de ser um estilo de vida, e não apenas a busca de um certificado.
Fiz esse recorte para que você compreenda que um Conselho é composto de pessoas, e estas exercerão o papel de Conselheiros, que terão o objetivo de ponderar, aconselhar, orientar, propor, discernir as melhores intervenções e soluções para uma determinada questão. Mas quais questões esses “ Conselheiros” terão de ponderar e aconselhar ?
Bem, o Conselho de Classe  é uma reunião avaliativa em que diversos especialistas envolvidos no processo ensino-aprendizagem discutem acerca da aprendizagem dos alunos, o desempenho dos docentesos resultados das estratégias de ensino empregadas, a adequação da organização curricular e outros aspectos referentes a esse processo, a fim de avaliá-lo coletivamente, mediante diversos pontos de vista.
Reflita por um momento: um Conselheiro preparado poderá ser justo, sábio e ponderado no momento de deliberar. Já um Conselheiro despreparado, relapso com suas funções, incompetente na sua área de atuação e negligente com suas tarefas jamais poderá contribuir com soluções para o crescimento dos Alunos, da  Equipe ou da  Instituição.
Que tipo de Conselheiro você desejaria ter ao seu lado no  próximo Conselho de Classe ?
 Sugestões para um Conselho de Classe eficaz:
A grande maioria das Escolas está utilizando um modelo de Conselho de Classe que não funciona, ou que não atende totalmente aos objetivos de um Conselho de Classe, o qual  não se restringe apenas a discutir notas  ou comportamentos dos alunos.
O modelo eficiente deve contemplar como já foi dito anteriormente as seguintes questões a serem discutidas no Conselho de Classe:
  1. Aprendizagem dos alunos
  2. Desempenho dos docentes
  3. Resultados das estratégias de ensino empregadas
  4. Adequação da organização curricular
  5. Outros aspectos referentes a esse processo
Abaixo algumas sugestões para você estruturar seu próximo Conselho de Classe:
. Pré-Conselho com a Turma:
  – Rendimento Turma: logo após as provas realize com a Turma um Pré-Conselho, selecione os itens que deseja medir o avaliar com a turma tais como: rendimento da classe (media geral da sala), comportamento, participação, comprometimento, etc.
 - Rendimento Professor: peça para a turma Avaliar o seu Desempenho  no que refere-se a: Metodologia utilizada, Atividades, Ritmo da Aula, Práticas de Ensino, Organização dos Espaços da sala, etc.
- Metas/Combinados: discutam intervenções para implementar as mudanças que forem necessárias para a correção dos problemas levantados por ambos os lados
. Diagnóstico da Turma:
  Você já elaborou o diagnóstico de cada aluno no início do ano. Então transcreva esses dados em uma única Ficha e leve para os Conselheiros apenas com os casos mais delicados para serem discutidos.  Aborde o rendimento pedagógico, comportamento, resultados alcançados, outras questões que estão interferindo na vida do aluno. Lembre-se Você conhece o seu aluno, porém os demais Conselheiros talvez não estejam totalmente a par de determinados detalhes, e isso pode fazer toda a diferença na hora de ponderar a melhor intervenção.
. Conselho em 2 Atos:
Neste caso o Conselho seria realizado em 2 momentos distintos, onde no 1º. Momento contaria com a presença de Representantes de Classe, e no 2º. Momento apenas com os Professores.
Obs: Caso a Turma já tiver realizado o Pré Conselho com o Professor em Sala de Aula não haveria a necessidade de realizar o Conselho de Classe em 2 Atos.

1º. Ato: Participação Representantes de Turma  (debate de questões relativas a Turma)
Neste momento ocorreria a participação de Representantes de Turma, pois os Representantes discorreriam sobre  as mudanças e/ou problemas que gostariam que fossem solucionados no que refere-se a didática do Professor, metodologia, postura, etc.
Os Professores, por sua vez, colocariam as questões que estariam enfrentando com aquela Turma . Todos debateriam algumas proposições, e já ficaria definido as intervenções a serem adotadas. Seria registrado em Ata para as Representantes assinarem e então este momento seria finalizado.
2º. Ato: Conselho apenas com Professores
Neste momento o Conselho seria realizado apenas com os Professore, sem os Representantes de Turma, onde seriam discutidos os casos individuais dos alunos, bem como os demais assuntos.
CONCLUSÃO:
O Conselho de Classe é uma oportunidade de reunir os  professores com o objetivo de refletir sobre a  aprendizagem os alunos e o processo de ensino.
Pedir que os alunos se avaliem, reflitam sobre suas falhas, sobre sua atuação é fácil, o difícil é os professores fazerem o mesmo. Para exercitar essa difícil prática é que o conselho deve começar com a autocrítica dos professores.
O que o professor diz na autocrítica deve servir como elemento para a coordenação ajudá-lo a superar as dificuldades apresentadas, confrontar o problema com os que os outros professores também apresentam para, juntos, buscarem a superação. A coordenação dever ter claro que, também, a avaliação, não é para classificar o professor e sim ajudá-lo a desempenhar melhor o seu trabalho.
Ao fazer o Conselho de Classe contemplando seus reais objetivos a Escola atinge os seguintes resultados:
• Promove uma visão  abrangente do papel da avaliação no processo ensino-aprendizagem;
• Valoriza o progresso individual do aluno, seu  comportamento cognitivo, afetivo e social ;
• Reconhece o contexto familiar em que o aluno está inserido;
• Incentiva a auto-análise e auto-avaliação dos profissionais de ensino;
• Propicia  mudanças tanto na prática  docente,  no  curriculo e na dinâmica escolar;
• Traça metas para que as mudanças sugeridas sejam efetivamente realizadas.
Há outros problemas sérios que contribuem para o fracasso escolar, tais como a negligência da família, a capacitação deficiente, a falta de estrutura,  a indisciplina, etc, etc.
Por outro lado não podemos cair na armadilha de que tudo é a estrutura, a lei, o sistema e ninguém assume nada. Pois há condições às vezes de mudanças significativas, com as reais condições de um instrumento  que a escola  já apresenta e que está em nossas mãos fazer uso: o Conselho de Classe.
E você o que acha? Compartilhe no blog.
Bibliografia :
DEMO, Pedro. Avaliação Qualitativa. São Paulo: Cortez, 1988.
FREIRE, P.; SHOR, I. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.
HOFFMANN, Jussara. Avaliar para promover: As setas do caminho. 4.ed. Porto Alegre: Mediação, 2002.
PATTO, M. H. S. Psicologia e ideologia: uma introdução crítica à psicologia escolar. São Paulo: T. A. Queiroz, 1987.
_____. A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. São Paulo: T. A. Queiroz, 1990.

Mensagem para as férias da garotada


segunda-feira, 2 de julho de 2012

Oração para o final das aulas

Orar é sempre bom. Traz bons sentimentos, paz e bênçãos. Uma oração para o final da aula.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Mensagem de incentivo ao estudo


Incentivar os alunos a estudar é muito importante. Uma mensagem para ajudar aos professores nesse sentido.



terça-feira, 3 de abril de 2012

Atividade de Leitura -Projeto do livro itinerante

O Projeto do Livro Itinerante é muito rico. Uma sacola com um livro de histórias dentro. Um caderno para o registro de experiências. A mãe ou o pai deve contar a história para a criança. Se a crianças já souber ler, poderá contar a história para as pessoas da casa. Após a atividade um adulto deve relatar no caderno de experiências como foi a atividade. No dia seguinte, o livro deve retornar para a escola, pois seguirá para a casa de outra criança. Talvez umas cinco sacolas itinerantes poderia ser uma boa solução. Clique aqui para obter todo o projeto.

Páscoa- Cartão


Páscoa - Poemas


Cruzadinha da Páscoa-Figuras


domingo, 25 de março de 2012

Páscoa-Acróstico


Feliz Páscoa para todos!!!

sábado, 24 de março de 2012

Produção de textos - sequências de gravuras.








Compartilho com vocês algumas sequências de gravuras para produção de texto. Muitas desconheço a autoria, se souberem me avisem para dar os devidos créditos.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Ortografia - Exercícios

Ortografia é uma preocupação constantes para os professores. Exige muito trabalho e treinamento. Clique na figura abaixo para uma apostila de exercícios de ortografia. Acredito que vai ser muito útil. Recebi e estou partilhando.

terça-feira, 20 de março de 2012

Português - Texto Informativo

A atividade a seguir foi elaborada para desenvolver no aluno a habilidade de escrever um texto informativo a partir de um conjunto de informações. Clique na figura para obter o arquivo.

Português - Diagnóstico 6 anos

Recebi uma atividade de diagnóstico de português para seis anso. Achei interessante e compartilho com vocês.
Clique na figura
para obter o arquivo.

Alfabeto - Alfabeto dos Bichos

Trabalhar o alfabeto de forma dinâmica e agradável é muito importante para que a criança vença as etapas da alfabetização. A atividade a seguir apresenta o alfabeto dos bichos. Pequenos textos rimados seguidos de atividades de escrita. Clique na figura para obter o arquivo.

Alfabetização - trabalhando com listas

Trabalhar com listas pode ser produtivo nas séries iniciais.Podemos elaborar vários tipos de listas, como listas de brinquedos, cores, roupas, compras, animais, etc. Clique aqui para obter uma tividade com listas de animais.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Dever de casa - Bilhetes

Recebi um pedido para postar bilhetes para dever de casa. Busquei pela internet e encontrei alguns modelos que reparto com vocês.





Uma cestinha onde se deve colocar além de ovos de chocolate 




domingo, 18 de março de 2012

Leilão de Jardim


Gosto muito deste poema da Cecília Meireles, além da leitura por prazer ,pode ser uma oportunidade para levar as crianças a produzirem seus próprios poemas. Abaixo do poema tem algumas atividades e uma fichinha para ajudar na tarefa de escrever o poema. 










terça-feira, 13 de março de 2012

Lenda da Páscoa


Lenda da Páscoa

Perto da casa do Menino Jesus havia uma palmeira, nela um passarinho fizera seu ninho e pusera 3 (três) ovinhos. Todos os dias o menino Jesus, sentado na soleira da porta, olhava feliz a avezinha.
Uma bela manhã, Jesus acordou ouvindo o passarinho piar aflito. Que seria?
Aproveitando um descuido do passarinho, a raposa viera e levara os ovinhos.
O Menino Jesus ficou triste e começou a chorar.
Nisto passou um gato, viu Jesus chorando e perguntou:
  • Por que choras Jesus?
  • Tiraram os ovos do passarinho!
  • Miau, miau, nada posso fazer ! E lá se foi...
Abanando a cauda, chegou um cachorrinho au...au...au...
  • Por que choras, Jesus?
  • Levaram os ovinhos do pobre passarinho!
  • Au, Au, que pena - e foi embora...
Então, aos pulinhos, com as orelhas muito compridas, apareceu o coelhinho. Parou e perguntou:
  • Por que choras, meu Jesus?
  • Levaram os ovinhos do pobre passarinho!
O coelhinho abaixou uma orelha e disse:
  • Não chores mais, vou procurar os ovinhos!
E pulando desapareceu. Foi logo bater na casa da raposa que apareceu furiosa:
  • Que queres? Os ovos? Meus filhos já comeram e bateu a porta.
O coelhinho abaixou as orelhas muito triste. Nisto teve uma idéia. Visitou 3 passarinhos seus amigos e pediu a cada um, um ovinho para o menino Jesus não chorar mais.
Muito contente, arrumou os ovos num cestinho e levou-os ao Menino Jesus , que logo enxugou as lágrimas e exclamou:
  • Só tu, coelhinho, tiveste pena de mim e do passarinho!
Pois de agora em diante como recompensa, levarás lindos ovinhos às criancinhas boas e bem comportadas e farás isso todos os anos quando chegar a Páscoa.
E foi assim, que o coelhinho ficou encarregado de distribuir ovos às crianças de todo mundo.


segunda-feira, 12 de março de 2012



Recebi esta peça de teatro sobre a prevenção de piolhos. O texto é interessante e por isso resolvi compartilhar com vocês.

                            
                          Teatro -   Operação Pente fino

       Sala de aula: Crianças e professor conversando sobre piolhos e entregando um bilhete para pedir ajuda no combate ao piolho. Termina a aula e todos vão para casa.
Casa:
A mãe sai na janela, o pai chega, coloca a enxada do lado se espreguiça, senta e fala:
     __ Hoje tô morto de cansado! Êta sór disgramadoooo!
     __ É véio, parece que o danadu tá cada veis mais perto da terra!
      A filha chega chamando: 
      __ Mãeee, paiii ... um bilhete da operação pente fino!
     O pai levanta todo desesperado:
     __ Só me fartava essa! Já não bastava a operação curupira, operação arco de fogo e agora vem essa operação pente fino? Da outra veis quase fui presoo!
     __ É Zé! Dessa veis acho que essa Marina da Sirva te pegou com esse blá, blá, blá em defesa do meio ambiente. Cê ta fritooo, homiiiiii!
     __Calma gente! Esse bilhete é da operação combate ao piolho! Não tem nada a ver com seus desmatamentos, pai!
     __ Ufaaa! Mas já não basta mi preocupá com gripe suína, gripe aviária, agora vem esse pióio pra incomodá! Nem tempo pra me coçá eu tenho!
    A mãe pega o bilhete da mão da filha e fala:
     __Deixa eu lê isso!  Pega o bilhete e finge que lê, faz careta, coça a cabeça. Quando termina de ler fala:
    __É pra ajudá a combatê uma tar de pediculose, uma infestação de pioio na iscola. É pra gente passá o pente fino e vê se ocê ta cum pioio fia!
     __Se ocê tive com esse bicho na cabeça vo entra nesse combate cas minhas armas! Esses pioios vão se arrepende de te nascido! Tão pensanu qui o sangui da minha fia é suuucu!!!
   Senta, põe a cabeça da filha no colo e começa a catança, puxa daqui, puxa de lá, vira pra cá, vira pra lá, faz cara de nojo, coloca na unha e mata os piolhos imaginários. Resmunga, resmunga e fala:
    __Fia do céu! Sua cabeça tá um verdadero piorar!
    __É, porque si uma prantação de mio é um miarar, si uma prantação de café é um cafezar, intão uma prantação de pioio deve ser um piorar! E vem essa professora falando qui é uma pediculosiiiii! Qui pediculosiii, o queeeeee, é um piorar memo!
    __Si prepara Zé! Porque agora vai começáaaa a operação que não é da Marina da Sirva, mais é da professora (nome)
   __Ela devia por o nome de operação Mata, mata! Porque é isso que vai sêêêê...  Pega aquele veneno que nóis coloca nas bichera do cachorro, tá bem ai em cima da parediiii!
   __Cê ta locaaa muié, colocá venenu na cabeça da nossa fia, isso faiz mar! Dexáa de sê ignorante!
   __ Qui fais mar o quêeeee, minha mãe colocava na minha cabeça e eu to aqui, vivonaaaa, interonaaa!
    __Cê num vai pegá o venenu eu pegooo! Levanta, pega a latinha com o neocid, mostra para o público e fala:
  ___ Já, já esse combate termina!
 Senta põe a cabeça da filha no colo e começa a colocar o veneno.        Termina, enrola uma fralda na cabeça da filha e fala:
__Agora vamu deitá! Amanhã vô vê como foi o extermíniooo!
    No outro dia o pai se levanta e chama a filha:
__Fia, levanta! A filha aparece toda pálida com olheiras e fala:
__Pai, tô tonta ....
 __Ah, fia! Tonta se sempri foi!
__ Não pai, tô cum dor de cabeça, vontade vomitá, pareci qui vô dismaiá!
  __Nossa, fia! Então se deve tá mar memo.
Chama a mulher!
  __Viu sua ignorante, num falei que venenu num si usa pra mata pioio, eu sô um cabocro da roça, mais eu sô informado! Eu iscuito a rádio Nacionar da Amazônia e a rádio Princesa FM de .......... eu sei que veneno faiz mar!
   A mulher começa a chorar:
----Liga pro hospitar Zé, vê se o médico tá lá! Mi discurpe fia, nunca mais vo fazê isso!!!!
O pai pega o celular, fala, fala... passa um tempo o médico chega!
   Aperta a barriga, olha nos olhos, analisa a pele, sente cheiro de veneno na cabeça da menina e fala:
  __Mais um caso de intoxicação por veneno!! Balança a cabeça, isso é um perigo! Onde já se viu combater a pediculose com veneno! A filha de vocês poderia ter morrido! Piolho se combate com pente fino e uma mistura de vinagre com água, nada mais!
  __Vou receitar um remédio pra desintoxicar a filha de vocês, logo, logo ela vai estar boa. Prescreve a receita e entrega a mãe que agradece.
   __ Ocê tem razão Zé, eu sô curpada da intuxicação da nossa fia. Eu podia te matadooooo ela!
  ___Viu muié, vê si aprendi a lição! Venenu nunca mais!
  __ Não, só pente fino, vinagri e uns champuzinho naturar de ervas qui eu vô fazê.
   Os dois se abraçam e entram em casa!
  


Observações:
 
 Tentei passar a mensagem de forma engraçada, utilizando personagens caipiras. Se servir use, abuse e faça as adequações necessárias.
  * Escrevi algumas passagens utilizando nomes de operações efetuadas no MT em  defesa do meio ambiente.
Para latinha de veneno utilizei a embalagem de pastilha Valda, fiz um furinho nela e coloquei trigo. Quando apertava a latinha, saia o pó de trigo simulando o neocid!
Pode adequar as  personagens, a menina pode ser interpretada por um menino e ser o Chico Bento, etc.
 Sala de aula, os alunos discutem com a professora conteúdos estudado a respeito de piolhos.



sexta-feira, 9 de março de 2012

Gibi contra a dengue



Recebi e estou partilhando com vocês. Uma oportunidade para uma boa produção de texto.

















Seguidores

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto

Professora da Educação Básica, atuando também na universidade. Doutoranda, procuro entender os processos cognitivos envolvidos na produção da referenciação em textos narrativos.